Exercícios de administração geral com gabarito

Resolva exercícios de administração geral e confira sua resolução com nosos gabaritos comentados.

Ano: 2019 Banca: VUNESP Órgão: UNICAMP

📌 A utilização do filme Tempos Modernos, de Charles Chaplin, para exemplificar a forma como os trabalhadores eram vistos durante quase toda a 1a metade do século passado, o XX, tem sido recorrente para a explicação dessa visão dos trabalhadores como parte da engrenagem das máquinas, sendo “movimentados” por elas na linha de produção. As máquinas é que providenciavam o ritmo e as ações dos trabalhadores, e o grande objetivo era a manutenção e o aumento da produtividade.

Qual teoria da administração é que sustenta essa visão?

Parte 1 da resolução

Para resolver este exercício de administração geral é importante conhecer cada item descrito em cada alternativa do problema e interpretar bem o texto da questão, pois foi nos perguntado "Qual TEORIA da administração que sustenta essa visão?", ou seja, sabemos que o Taylorismo, Fayolismo e Estruturalismo são teorias e Fordismo e Toyotismo são modos/sistemas de produção e organização do trabalho, o que nos leva a eliminar as alternativas A e B.

Parte 2 da resolução

A letra C também pode ser eliminada já que o foco do Fayolismo são os níveis mais altos da hierarquia de uma empresa e o texto da questão ao dizer "a forma como os trabalhadores eram vistos", rechaça essa alternativa.

Parte 3 da resolução

A resposta correta é a letra D, já que o Taylorismo se trata de uma teoria em que os funcionários eram observados a fim de se medir as funções e tarefas executadas por eles para racionalizar o trabalho e obter o máximo de cada um.

Essa resposta é corroborada pelos seguintes fragmentos do enunciado do exercício: "o ritmo e as ações dos trabalhadores" e "manutenção e o aumento da produtividade"

Parte 4 da resolução

  • Taylorismo:
    • O Taylorismo é uma teoria administrativa criada pelo americano Frederick Winslow Taylor.

      O Taylorismo visava alcançar a fragmentação máxima do trabalho, de forma a minimizar os movimentos e tarefas supérfluas, bem como o tempo de aprendizado.

      Taylor dividiu a execução do trabalho em movimentos individuais, analisou-os para determinar quais eram essenciais e cronometrou os funcionários realizando suas funções para que fosse aproveitado o máximo da mão de obra contratada, ou seja, é um sistema de racionalização do trabalho.

  • Fordismo:
    • O Fordismo é um princípio organizador do trabalho desenvolvido por Henry Ford em 1908, sendo um desdobramento do Taylorismo.

      A linha de produção, que caracteriza o fordismo, constituía-se em linhas de montagem semiautomáticas, possibilitadas pelos pesados investimentos para o desenvolvimento de maquinários e instalações industriais. Henry Ford aperfeiçoou os preceitos de Frederick Taylor.

      As principais inovações do fordismo são de natureza técnica e organizacional. Dentre elas, destacaram-se a implantação das esteiras rolantes, que levam parte do produto a ser fabricado até os funcionários.

      Devido à rigidez do método produtivo, o fordismo entra em declínio a partir da década de 1970, época em que os japoneses introduziram o toyotismo, ou seja, o sistema Toyota de produção.

  • Toyotismo:
    • O toyotismo é uma forma de organização do trabalho desenvolvido pelo japonês Taiichi Ohno, em 1962, na montadora japonesa Toyota que tem como princípios: o just in time (JIT) e o princípio dos cinco zeros.

      No toyotismo, o trabalho em equipe é um fator importante, com grupos que se organizam e controlam seu próprio trabalho, de forma a obter um aperfeiçoamento contínuo. Surgiu assim uma organização de trabalho horizontal, com objetivo de conseguir produtos de ótima qualidade.

  • Fayolismo:
    • Fayol foi considerado o pai do processo administrativo, pois foi ele quem definiu uma teoria geral de administração que vinculava os elementos da administração (o que o administrador faz) com os princípios da administração (como o administrador deve fazer).

      Enquanto Taylor preocupava-se com as tarefas executadas pelos operários do chão de fábrica, Fayol estava preocupada com os níveis mais altos da hierarquia de uma empresa, considerando que a gestão e o controle adequados eram a chave para o sucesso da organização.

      Sua teoria baseava-se na ideia de que as organizações precisavam se organizar de maneira racional, mantendo o controle através de previsões anuais e decenais, organograma, recrutamento e treinamento cuidadosos e reuniões de chefes de departamento para melhor coordenar as ações.

  • Estruturalismo:
    • A Teoria Estruturalista foi criada a partir de um desdobramento da Teoria da Administração e como contrapartida da reviravolta na Administração, causada pelos princípios sociais e filósofos da Teoria das Relações Humanas.

      Ao final da década de 1950, as Teorias Clássica e Relações Humanas criaram situações sem saída que a Teoria da Burocracia não deu conta de resolver, e a Teoria Estruturalista foi criada na tentativa de suprir essa carência de soluções na Administração. (Chiavenato, 2003).

      De acordo com Chiavenato (2003), esta teoria caracteriza-se por sua múltipla abordagem, englobando em sua análise a organização formal e informal, recompensas materiais e sociais e entre outros, reconhecem os conflitos organizacionais, tidos como inevitáveis.



💡

A Administração pode ser definida como o ato ou processo de gerir, reger ou governar negócios públicos ou particulares. A Administração pode ser pública ou privada. A Administração Pública está direcionada atender os órgãos e as organizações do Estado. Os procedimentos, metodologias e técnicas administrativas das administrações públicas e das administrações privadas são diferentes em função do interesse público e da legislação que envolve a Administração Pública.

Ano: 2019 Banca: IF-MS Órgão: IF-MS

📌 Leia e julgue os trechos abaixo adaptados de Chiavenatto (2016):

I. A Teoria Clássica foi desenvolvida na França, e é caracterizada pela busca da máxima eficiência e pela visão do homem econômico, que supõe que toda pessoa é concebida como influenciada exclusivamente por recompensas sociais. Possui enfoque prescritivo e normativo: prescreve os elementos da Administração e os princípios gerais que o administrador deve adotar em sua atividade. Sua principal característica é a ênfase nas tarefas.

II. A Escola da Administração Científica nos Estados Unidos tinha como preocupação básica aumentar a produtividade da empresa por meio do aumento de eficiência no nível operacional. Predominava a atenção para o método de trabalho, para os movimentos necessários à execução de uma tarefa, para o tempo padrão determinado para sua execução. Acreditava-se no “the one best way” (Uma única maneira correta), na qual o método proposto pelo gerente era a melhor opção, e a função dos trabalhadores era de apenas executá-lo, sem questionamentos.

III. A Teoria da Burocracia surge a partir da década de 1940, após as críticas feitas à Teoria Clássica e à Teoria das Relações Humanas, a partir da percepção da falta de uma teoria da organização sólida e abrangente que servisse de orientação para o trabalho do administrador. Tem como características o caráter legal das normas e regulamentos, impessoalidade nas relações, hierarquia de autoridades, competência técnica e meritocracia.

IV. A Teoria das Relações Humanas surgiu nos Estados Unidos, como consequência da Experiência de Hawthorne, e tem como característica principal a clareza de autoridade. Nessa teoria é proposto o conceito de Homem Social, que, entre outras coisas, baseia-se em que as normas dos grupos regulam o comportamento de seus membros. E, ainda, que no nível de produção existe um controle formal e regulamentado pelas normas do grupo.

V. A Teoria Estruturalista surge após, no final da década de 1950, a Teoria das Relações Humanas entrar em declínio. Ocorre então como um desdobramento da Teoria da Burocracia e uma leve aproximação à Teoria das Relações Humanas. É na Teoria Estruturalista que aparece o conceito do Homem Organizacional, que é um homem que desempenha diferentes papéis em várias organizações.

Assinale a alternativa que contém os itens que abordam CORRETAMENTE os temas apresentados:

Ano: 2020 Banca: IBADE Órgão: Prefeitura de Vila Velha - ES

📌 Análise SWOT ou Análise FOFA é considerada uma ferramenta clássica da administração. Tem como objetivo auxiliar a elaboração do planejamento estratégico de empresas e novos projetos. Seu objetivo é analisar cenários e embasar a tomada de decisões. Qual dos conceitos abaixo NÃO representa um dos fatores fundamentais utilizados na elaboração da análise SWOT?

Parte 1 da resolução

Análise SWOT(Strengths, Weaknesses, Opportunities, Threats) ou análise FOFA (Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças em português) é uma técnica de planejamento estratégico creditada a Albert Humphrey, que foi líder de pesquisa na Universidade de Stanford nas décadas de 1960 e 1970, usando dados da revista Fortune das 500 maiores corporações.

  • Ambiente INTERNO
    • Forças(Strenghts) - Vantagens da empresa em relação aos concorrentes.

    • Fraquezas(Weaknesses) - Desvantagens da companhia em relação aos concorrentes.

  • Ambiente EXTERNO
    • Oportunidades(Opportunities) - Fatores externos positivos com potencial de fazer crescer a vantagem competitiva da empresa.

    • Ameaças(Threats) - Fatores externos negativos com potencial de comprometer a vantagem competitiva da empresa.

Veja abaixo algumas limitações que a análise SWOT pode apresentar:

  • Uma análise SWOT costuma ser pouco aprofundada, sendo insuficiente para uma devida análise de um projeto, ideia, etc.

  • Uma análise SWOT não define prioridades, raramente identifica alternativas, e não tem um sistema de avaliação comparativo que pode levar à tomada de decisão.

  • A análise SWOT deve ser utilizada em conjunto com outras metodologias, ou seja, isso mostra que ela pode ser incompleta, dependendo do que se quer analisar.

  • Michael Porter desenvolveu a Estrutura das Cinco Forças como reação à análise SWOT, a qual considerou deficiente no rigor e específica para determinados casos.

Observação: Apesar da limitação da ferramenta, ela deve ser utilizada com cautela e em conjunto com outras ferramentas para que não sejam negligenciados pontos importantes da estratégia.

A única alternativa que não representa um dos fatores fundamentais utilizados na elaboração da análise SWOT(FOFA) é a Letra B, conforme demonstrado na explicação acima, ou seja, a resposta da questão.

Ano: 2020 Banca: IBFC Órgão: EBSERH

📌 O planejamento é um dos fatores fundamentais de uma organização para que os resultados sejam alcançados e as metas atingidas. O SEBRAE (2018) apresenta as sete etapas do Planejamento Estratégico, entre elas a declaração de Visão e Missão da organização. Em relação a Missão da organização, assinale a alternativa correta.

Ano: 2019 Banca: UFMG Órgão: UFMG

📌 É notória a importância, seja no âmbito privado ou no âmbito público, da implantação do planejamento estratégico. Destacam-se, dentre as diversas razões para a sua adoção, a possibilidade de utilizar novos modelos de gestão frente às mudanças de paradigmas no mundo atual, em especial aqueles provenientes dos campos econômico, social, tecnológico, cultural e ambiental.

Nesse panorama, o Balanced Scorecard (BSC) se apresenta como um instrumento de gestão estratégica relevante, que pode fornecer um referencial de análise da estratégia orientada para a criação de valor futuro.

O BSC estrutura-se a partir de quatro diferentes perspectivas, que são:

Ano: 2020 Banca: CESPE / CEBRASPE Órgão: TJ-PA

📌 Considere que a seguinte matriz de prioridades GUT tenha sido elaborada a partir dos problemas diagnosticados em um órgão público.

Assinale a opção que apresenta, corretamente, a sequência de priorização dos problemas a serem resolvidos nesse caso.

Matriz de prioridades GUT
Ano: 2020 Banca: VUNESP Órgão: Valiprev - SP

📌 Um gestor público preocupado com a qualidade no atendimento aos cidadãos solicitou seu apoio no sentido de implementar o modelo PDCA. Ou seja, a proposta a ser apresentada para esse gestor se refere a um ciclo baseado em 4 etapas:

Parte 1 da resolução

PDCA (do inglês: PLAN - DO - CHECK - ACT ou ADJUST) é um método iterativo utilizado para o controle e melhoria contínua de processos e produtos. Seu principal objetivo é tornar os processos da gestão de uma empresa mais ágeis, claros e objetivos.

Planejar(plan) - Na fase do planejamento são estabelecidos os objetivos e as metas do ciclo. Que problema você resolverá dessa vez? Por que é preciso resolver essa questão?

Executar(do) - Nessa fase o plano de ação é colocado em prática segundo o que foi planejado.

Verificar(check) - Nessa fase é necessário estudar o resultado (medido e coletado no passo anterior “Fazer”) e compará-lo em relação aos resultados esperados (objetivos estabelecidos no passo “Planejar”) para determinar quaisquer diferenças. Para esta fase, é de suma importância que haja o suporte de uma metodologia estatística.

Agir(act ou adjust) - Nessa fase é necessário tomar ações corretivas sobre as diferenças significativas entre os resultados reais e planejados e determinar onde aplicar as mudanças que incluem a melhoria do processo ou produto.

Conforme a explicação acima, as 4 etapas do ciclo PDCA são planejar, executar, verificar e agir, o que nos leva à resposta correta: Letra D.

Ano: 2020 Banca: CESPE / CEBRASPE Órgão: TJ-PA

📌 Uma organização constatou elevado índice de insatisfação de seus clientes, o que começava a provocar perdas de negócios e diminuição dos resultados. Para atuar no problema, a diretoria determinou que fossem realizados estudos com vistas a identificar:

(I) os fatores organizacionais que provocavam tamanha insatisfação;

(II) os fatores para os quais se destinavam as maiores quantidades de reclamações, para que fosse possível estabelecer prioridades na implementação de ações corretivas.

Nessa situação, a equipe responsável deve utilizar como ferramentas prioritárias da qualidade para atender às demandas (I) e (II), respectivamente,

Ano: 2017 Banca: COPESE - UFT Órgão: UFT

📌 No contexto do empreendedorismo, o espírito empreendedor, aspecto esse relacionado ao indivíduo que empreende, é compreendido como uma série de aspectos e qualidades que se complementam e que não podem existir separadamente. Assim, valendo-se da explicação, analise as alternativas abaixo sobre quais são as três características básicas que identificam o espirito empreendedor.

Analise as afirmativas a seguir.

I. Necessidade de realização.

II. Disposição para assumir riscos.

III. Autoconfiança.

IV. Percepção de Mercado.

V. Experiência.

Marque a alternativa CORRETA.

Ano: 2019 Banca: IF-BA Órgão: IF Baiano

📌 A respeito da gestão de processos, analise as afirmativas a seguir:

I. Gestão de processo é um conjunto de práticas que tem o objetivo de buscar o aperfeiçoamento contínuo dos processos organizacionais de uma empresa ou instituição.

II. A normatização é considerada a primeira etapa da melhoria de processos. Nesta fase, elaboram-se as normas e fluxos, bem como a documentação de apoio.

III. Um dos objetivos da gestão de processos é conhecer e mapear os processos organizacionais desenvolvidos e disponibilizar as informações sobre eles, promovendo a sua uniformização e descrição em manuais.

Assinale

🙋 Perguntas e Respostas

brand logo

Motive-se


O insucesso é apenas uma oportunidade para recomeçar com mais inteligência.


exerciciosresolvidos.com.br

Acreditamos na educação gratuita e de qualidade. Nos ajude com sua opinião, sugestão ou crítica : exerciciosresolvidosbr@gmail.com

Copyright © 2021. Built with ❤ Love